quarta-feira, 26 de agosto de 2009

Plástico filme

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) divulgou recentemente que o plástico filme tem substâncias tóxicas além do permitido e que podem causar doenças, principalmente em contato com alimentos mais gordurosos.
Apesar de reciclável, o plástico filme, feito de petróleo, demora anos para se decompor na natureza e quando incinerado gera um líquido tóxico.
Para guardar alimentos utilize embalagens reaproveitáveis ou embalagens que você tem em casa, como potes de sorvetes, margarinas, etc.

segunda-feira, 24 de agosto de 2009

Óleo de cozinha

A decomposição do óleo de cozinha emite metano na atmosfera, principal gás causador do efeito estufa.
Jogado no ralo da pia, o óleo chega ao oceano ou rios pelas redes de esgoto - cada litro de óleo vegetal despejado em esgoto ou descartado na natureza polui um milhão de litros de água, quantidade de água utilizada por uma pessoa ao longo de 14 anos! Além de entupir e estragar redes e esgotos, aumentando o custo em 45% na manutenção.
Utilizado para a fabricação de sabão, o óleo pode ser descartado no lixo, desde que em embalagem fechada para ser encaminhado à reciclagem - e também está sendo utilizado para a fabricação de biodiesel.

Orgânicos

Cerca de 15 mil produtores são responsáveis por 1% dos alimentos orgânicos vendidos no país - cultivados sem fertilizantes químicos e agrotóxicos, harmonizando ambiente e agricultor, equilibrando solo e recursos naturais - como água e luz. Os orgânicos tem durabilidade maior em relação aos convencionais, uma vez que o menor teor de água em sua composição reduz a proliferação de bactérias - um orgânico fresco possui 20% menos de água em sua composição, tornando os nutrientes mais concentrados; além de trazer quantidade maior de açúcar. Com níveis superiores de vitamina C, o tomate orgânico, apresenta 23% mais vitamina A do que os convencionais. E minerais também: 63% a mais de cálcio, 73% a mais de ferro, 118% de magnésio, 178% de molibdênio, 91% de fósforo, 125% de potássio e 60% de zinco.

quinta-feira, 20 de agosto de 2009

carro movido a ar

video

Um dia sem carne!



Desde que tive o privilégio de vir morar neste paraíso que é Garopaba, minha vida e meus hábitos foram se modificando. Nada radical, mas a carne não me apetece tanto. Lá de vez em quando, tudo bem...
Além disso, a carne de bovinos consome reservas enormes:
Para ‘produzir’ cada 450 g de carne de vaca são necessários três quilos de sementes e três mil litros de água! Vacas e animais para abate poluem muito: uma fazenda de porcos dos EUA produz mais fezes do que a cidade de Los Angeles. Nos EUA, os dejetos de animais são 130 vezes superiores aos dos humanos!

Um produtor pode alimentar 30 pessoas durante um ano com um hectare de terra se produzir vegetais, frutas e cereais. Se a mesma área for utilizada para produzir ovos, leite ou carne, o número cai para cinco a dez pessoas.
Paul MCartney e outras famosidades encabeçaram uma campanha no Reino Unido pela ‘segunda-feira sem carne’ou ‘um dia vegetariano’.
Banir a carne, mesmo que seja apenas uma vez por semana, reduz as emissões de gases e contribui para a diminuição do efeito estufa.
Pois afinal, o impacto no ambiente é grande: ingerir um quilo de carne de vaca equivale a viajar 250 km de carro.
Os animais ruminantes produzem gás metano, em forma de arroto ou gases - que polui 23 vezes mais que o CO2. Segundo a FAO - Organização das Nações Unidas para a Agricultura e a Alimentação - o setor pecuarista emite mais gases de efeito estufa - 18% que o setor dos transportes. O esterco gera óxido nitroso com potencial 296 vezes maior de aquecimento global que o CO2. Além disso, grandes extensões de terra, principalmente na América Latina, têm sido desmatadas para se transformarem em pastos.

segunda-feira, 17 de agosto de 2009



Água

Apenas 1% da água do planeta está disponível ao homem e quase toda (99%) está retida em calotas, geleiras polares e nas profundezas do solo. No entanto, segundo a revista People & the Planet, se este 1% fosse distribuído uniformemente ao redor do mundo, e se usado racionalmente, seria possível sustentar duas ou três vezes a população mundial.
Porém, muitas regiões já sofrem com a escassez da água doce. Cerca de 40% dos habitantes do mundo, - dois bilhões de pessoas - vivem sem água limpa nem saneamento. Segundo dados da OMS, a cada oito segundos uma criança morre por uma doença relacionada à água. Nos países em desenvolvimento, 80% das doenças são disseminadas pelo consumo de água contaminada - agentes patogênicos transportados pela água matam 25 milhões de pessoas por ano.

* Escovar os dentes com a torneira aberta pode desperdiçar de 60 a 80 litros de água.
* Troque as válvulas de descarga por caixas de 6 litros. Ao acionar a válvula de descarga, você gasta de 10 a 30 litros. Já com as caixas externas de 6 litros, você economiza de 4 a 24 litros de água por descarga com o mesmo efeito.
* Arrume as torneiras que estão pingando. Uma torneira pingando desperdiça mais de 40 litros de água por dia.

sexta-feira, 14 de agosto de 2009

Limpando a casa com vinagre


O vinagre branco pode ser usado na faxina da casa para eliminar odores, desinfetar e lustrar. Além de ser mais barato, evita o uso de produtos tóxicos na limpeza, combate mofo, gordura e odores. O vinagre substitui produtos como detergentes, amaciantes e limpadores multiuso. Diminui o consumo de produtos de limpeza, embalagens e químicos gerando uma economia de 30% de gastos nesta área.
Para facilitar, eu já fiz as devidas misturas (conforme as medidas abaixo) dos produtos de limpeza e guardo em embalagens identificadas para utilizar sempre que necessário. Fiz o limpador de carpetes, vidros, amaciante, enfim...
CARPETES E TAPETES - Para cada litro de água, utilize duas colheres (sopa) de vinagre.
PAREDES - Vinagre e água morna em partes iguais limpa riscos de lápis e marcas nas paredes. Esfregar com um pano. ARMÁRIOS - Para eliminar odor de mofo, deixe por uma noite uma bacia com vinagre.
ANIMAIS - Para eliminar o cheiro de urina e fezes, use solução de dois terços de água morna e um terço de vinagre. Depois, aplique vinagre sobre o local e deixe secar. FOGÃO - Para limpar a gordura, deixe vinagre por 15 minutos e limpe.
BANHEIRO - Esfregar uma escova com vinagre remove o mofo dos rejuntes dos azulejos. Deixe por duas horas e lave com água e sabão. Nas peças de louça use esponja embebida numa solução (meio a meio) de água e vinagre. LAVANDERIA - Num borrifador, coloque a mesma quantidade de água e vinagre branco. Aplique sobre manchas nas roupas antes de colocá-las na máquina. Para aumentar o poder de limpeza do sabão em pó, espere a máquina encher e adicione à água uma xícara (chá) de vinagre puro. Deixe lavar normalmente.COZINHA - Para retirar queimados do fundo de panelas, encha-a de água e adicione 4 colheres (sopa) de vinagre branco. Leve ao fogo e deixe ferver. Espere esfriar e lave.
JANELAS E ESPELHOS - Dilua três colheres de vinagre em 10 litros de água quente. Se o vidro estiver muito sujo, limpe antes com água e sabão.
Mas benefícios do vinagre: * Para desinfetar a máquina de lavar louças, dê um ciclo de pré-lavar com uma xícara (chá) de vinagre. * Para deixar os copos de vidro brilhantes, deixe-os de molho numa bacia com água e gotas de vinagre branco. Depois lave com detergente.

quarta-feira, 12 de agosto de 2009


Vamos separar o lixo?
Apenas um (!) por cento da população brasileira tem o hábito de separar o lixo domiciliar - lixo orgânico e inorgânico.
Separar o lixo é básico, é hábito que deve ser passado de pai para filho, deveria ser matéria de escola, de campanha educativa em rádios, tevês e jornais, e deveria ser incentivado pelas secretarias municipais de ambiente. Pior que isso, é olhar para o chão das ruas na maioria das cidades, as areias das praias, o mar, rios, verdadeiros depósitos de lixo a céu aberto.
Comece pelo básico: tenha sempre na pia da cozinha, um lixinho para os restos de alimentos e outro, maior, para embalagens e descartáveis. O ambiente agradece e os catadores de lixo também.
Na praia, leve uma sacola para limpar a sua sujeira e na rua utilize as lixeiras. Na falta delas, coloque na sua bolsa. No carro, a mesma coisa: uma sacola pra juntar o lixo.
Quando observo que alguma amiga ainda não separa o lixo, eu a presenteio com uma lixeirinha de cozinha (para os orgânicos)!
Veja só:
* Separar o lixo doméstico facilita a reciclagem porque o material permanece limpo e com maior potencial de reaproveitamento.
* O Brasil produz 250 toneladas de lixo por dia. 76% são depositados a céu aberto, em lixões, 13% são depositados em aterros controlados, 10% são depositados em aterros sanitários, 0,9% são compostados em usinas e 0,1% são incinerados.
* 40% dos municípios não recebem nenhum serviço de coleta de lixo. 40 mil toneladas de lixo ficam sem coleta diariamente.
* A coleta seletiva é praticada em pouco mais de 80 municípios brasileiros, principalmente nas regiões Sul e Sudeste.
* Cada pessoa produz, em média, 1k de lixo por dia.
Veja o tempo de decomposição:
* Papel limpo: 2 a 4 semanas
* Lata de alumínio: 200 a 500 anos
* Plástico: 450 anos
* Tecido de algodão: 1 a 5 meses
* Madeira pintada: 12 anos
* Chiclete: 5 anos
Aparelhos em stand bye - Aparelhos desligados, embora ligados à rede elétrica, ou em stand bye (em espera) são responsáveis por cerca de 15% do gasto em energia elétrica ao mês. Segundo simulação feita pela Associação Brasileira de Defesa do Consumidor uma Tv e DVD ligados à tomada ( em stand bye) podem consumir cerca de 50 reais ao ano na conta de luz. Sem contar microondas, rádio, play station, máquina de lavar, etc.
Os aparelhos já contém informações sobre o consumo em modo stand bye, mas o ideal é você desligar da tomada sempre que possível.

Celular - Muitos têm péssimo hábito de não retirar o carregador de bateria da tomada, mesmo depois do celular carregado. Hoje são mais de 3 bilhões de celulares no mundo e apenas 10% das pessoas retiram o aparelho da tomada.
Se todos retirassem o carregador da tomada seria o suficiente para abastecer 60 mil domicílios, poupando R$ 6 milhões anuais em energia.

sexta-feira, 7 de agosto de 2009


Protetora dos animais
Ursula Strauch envia-me e-mail seguidamente, comentando ou mostrando fotos de atrocidades cometidas contra os animais. Presidenta do Projeto Pró-Animal, conheci a alemã Ursula há vários anos, quando morava em São Leopoldo e necessitei de uma adestradora e cuidados especiais para minha fila Urca. Pelo carinho e dedicação com que acolheu Urca, sou eternamente grata a ela.
Em seus emails e site, Ursula tenta conscientizar as pessoas sobre a importância de bem tratar os animais, além de alertar contra as atrocidades cometidas com esses pequenos seres indefesos.
Na Coréia, por exemplo, comer carne regada à adrenalina é afrodisíaco. Cães e gatos são suspensos de cabeça para baixo sobre caldeirões com água fervendo. Os animais são batidos com varas, com a finalidade de quebrar os ossos. Depois são jogados vivos nos caldeirões.
Na Tailândia, maltratar um animal significa ajudar uma alma a pagar seus pecados e subir purificado para uma próxima vida. Chutar um cachorro ou bater num gato é um ato misericordioso.
O funcionário de um frigorífico da China confirmou que os animais ficam conscientes por mais de dez minutos e sentem quando seus chifres e patas são retirados e quando sua barriga é aberta. Aliás, foi Paul McCartney quem disse que se os frigoríficos tivessem paredes de vidro, todos seriam vegetarianos.
Ursula destaca o trabalho de Paul Watson, um dos maiores protetores de animais, que chegou a afundar metade da frota da Islândia, acusada de caçar baleias. Watson foi preso inúmeras vezes, mas salvou a vida de milhares de bebês de focas e chamou atenção do mundo para proteção das baleias. Ursula pode ouvi-lo por duas oportunidades em palestras na Unisinos, além de ler seu livro, Earth Force, leitura obrigatória para quem quer fazer algo pelos animais.
Mas o que acontece com os animais nos laboratórios de cosméticos, nos cultos africanos ou nos rodeios? Ursula diz que os bichinhos na rua significam menos do que a ponta de um iceberg no que diz respeito aos maus-tratos. E lembra que você, adotando ou denunciando maus-tratos aos animais, pode ajudar.
Para entrar em contato com o Projeto Pró-Animal: Estrada Morro do Paula, 3755. Telefax: 8449- 3617. São Leopoldo, RS.
E-mail: contato@projetoproanimal.com.br

Ressonância Schumann
Superinteressante este texto do teólogo Leonardo Boff, de anos atrás, mas sempre muito atual.
Você já havia ouvido falar sobre a Ressonância Schumann?

“Não apenas as pessoas mais idosas mas também as jovens têm a sensação de que tudo está se acelerando excessivamente. Ontem foi carnaval, logo depois a Páscoa, mais um pouco, Natal. Esse sentimento é ilusório ou possui base real?
Pela ‘ressonância Schumann’ se procura dar uma explicação. O físico alemão W.O. Schumann constatou em 1952 que a Terra é cercada por um campo eletromagnético poderoso que se forma entre o solo e a parte inferior da ionosfera que fica cerca de 100 quilômetros acima de nós. Esse campo possui uma ressonância (daí chamar-se ressonância Schumann) mais ou menos constante da ordem de 7,83 pulsações por segundo. Funciona como uma espécie de marca-passo, responsável pelo equilíbrio da biosfera, condição comum de todas as formas de vida. Verificou-se também que todos os vertebrados e o nosso cérebro são dotados da mesma freqüência de 7,83 hertz.
Empiricamente fez-se a constatação que não podemos ser saudáveis fora desta freqüência biológica natural. Sempre que os astronautas, em razão das viagens espaciais, ficavam fora da ressonância Schumann, adoeciam. Mas submetidos à ação de um ‘simulador Schumann’ recuperavam o equilíbrio e a saúde.
Por milhares de anos as batidas do coração da Terra tinham essa freqüência de pulsações e a vida se desenrolava em relativo equilíbrio ecológico. Ocorre que a partir dos anos 80 e de forma mais acentuada a partir dos anos 90 a freqüência passou de 7,83 para 11 e para 13 hertz por segundo. O coração da Terra disparou. Coincidentemente desequilíbrios ecológicos se fizeram sentir: perturbações climáticas, maior atividade dos vulcões, crescimento de tensões e conflitos no mundo e aumento geral de comportamentos desviantes nas pessoas, entre outros. Devido à aceleração geral, a jornada de 24 horas, na verdade, é somente de 16 horas. Portanto, a percepção de que tudo está passando rápido demais não é ilusória, mas teria base real neste transtorno da ressonância Schumann.
Gaia, esse superorganismo vivo que é a mãe Terra, deverá estar buscando formas de retornar a seu equilíbrio natural. E vai consegui-lo, mas não sabemos a que preço, a ser pago pela biosfera e pelos seres humanos. Aqui abre-se o espaço para grupos esotéricos e outros futuristas projetarem cenários, ora dramáticos, com catástrofes terríveis, ora esperançosos como a irrupção da quarta dimensão pela qual todos seremos mais intuitivos, mais espirituais e mais sintonizados com o biorritmo da Terra.
Não pretendo reforçar este tipo de leitura. Apenas enfatizo a tese recorrente entre grandes cosmólogos e biólogos de que a Terra é, efetivamente, um superorganismo vivo, de que Terra e humanidade formam uma única entidade, como os astronautas testemunham de suas naves espaciais. Nós, seres humanos, somos Terra que sente, pensa, ama e venera. Porque somos isso, possuímos a mesma natureza bioelétrica e estamos envoltos pelas mesmas ondas ressonantes Schumann.
Se quisermos que a Terra reencontre seu equilíbrio devemos começar por nós: fazer tudo sem estresse, com mais serenidade, com mais amor que é uma energia essencialmente harmonizadora. Para isso importa termos coragem de ser anticultura dominante que nos obriga a ser cada vez mais competitivos e efetivos. Precisamos respirar juntos com a Terra para conspirar com ela pela paz.”

terça-feira, 4 de agosto de 2009

caros blogueiros que me prestigiam com sua leitura
penso que a partir de agora terei mais tempo para atualizar e aprender um pouco mais sobre o blog, já que sou uma iniciante nesta área que me foi apresentada pelo amigo Ricardo Blauth (artesdoblauth.blogspot.com) respeitável artista plástico, homem das artes e cultura que, aliás, me presenteou com este belo cabeçalho da República Verde!
a ele e a vocês, minha gratidão

Recebi por email esta citação, que concordo plenamente, e achei bem apropriada para este espaço:
"Todo mundo pensa em deixar um planeta melhor para nossos filhos, mas quando vamos pensar em deixar filhos melhores para o nosso planeta?"

Uma criança que aprende o respeito e a honra dentro de casa e recebe o exemplo vindo de seus pais, torna-se um adulto comprometido em todos os aspectos, inclusive em respeitar o planeta onde vive...